Como invisto com risco calculado?

É possível investir com risco calculado? Ou seja, sabendo quanto tem pra perder ou pra ganhar?

Muita gente vê semelhança entre investimentos e cassinos, mas, eu particularmente, não vejo. Quando a gente sai de um universo limitado, com regras bem definidas, como é um jogo de cartas, e parte pra resolver problemas reais, complexos e que envolve até a emoção das pessoas, como é o caso de investimento financeiro, precisamos ir além da estatística básica.

Nos investimentos, raramente conseguimos dar um número exato pra perda máxima ou pro ganho que será obtido. A gente precisa lidar, na verdade, com uma distribuição de resultados mais, ou menos prováveis. Ou seja, risco calculado, na verdade, significa probabilidades calculadas e não apenas um número que você pode ganhar ou outro número que você pode perder.

Apesar de ser estatística básica, calcular essas probabilidades não é nada fácil. E precisamos investir nosso dinheiro. Então como tomamos as decisões sem ter essas probabilidades?

A gente olha pro histórico. Ou seja, qual teria sido o rendimento da minha carteira ao longo dos últimos meses ou, de preferência, dos últimos vários anos?

Como o cálculo da probabilidade não é tão simples, costumamos olhar direto os piores rendimentos que a carteira teria tido no passado. Essa prática está relacionada com as medidas de VaR (value at risk) e máximo drawdown, ou seja, a máxima perda que a carteira teve.

Então, esse é o primeiro passo. Olhar um pouco pro histórico e ter uma noção do quanto perdeu ou poderia ter perdido no pior momento. Mas, mesmo tendo feito isso, o problema é que, diferente de um cassino, nos nossos investimentos, estamos lidando com um processo estatístico em que tudo é possível. Então, além de olhar o histórico precisamos dar mais um passo, chamado de alocação de capital.

O que seria isso? Muito simples. Definir um percentual máximo do seu patrimônio que vai ser investido em cada mercado. Por exemplo, suponha que você decidiu ter, no máximo, 30% do patrimônio em ações. Isso vai garantir que, mesmo se algo inacreditável acontecer, e, de tempos em tempos coisas inacreditáveis acontecem, só 30% do seu patrimônio estará exposto.

Então é isso. A resposta da pergunta “se tem como investir com risco calculado?”, é sim, desde que você entenda que o cálculo é uma probabilidade. E então, você olha pro passado, analisa como seus investimentos performaram ali nos piores momentos. Depois olha pro seu patrimônio atual, e define o máximo de dinheiro que você vai colocar no investimento e pronto. Você vai estar investindo com risco bem calculado.


Para receber os materiais das aulas e outros conteúdos exclusivos, cadastre seu email abaixo:

.
Compartilhe essa página com os seus amigos investidores:
0 0 votes
Gostou?
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Escreva um comentário para mim!x
()
x